Pedras no caminho.

Indivíduos mais aptos ao ambiente têm mais chances de se desenvolver. Darwin escreveu essa passagem ao tratar sobre a evolução das espécies, ao analisar o fenótipo delas, contudo, se hoje, dentro das modernas teorias organizacionais, olhamos para as empresas como organizações, como um ser vivo e mutável, é acertivo dizer que a teoria da evolução das espécies vale também para o ambiente empresarial. O empresário, o dono do negócio, seus gestores e funcionários precisam evoluir, os que não evoluem, são suplantados por outros mais aptos.

Essa evolução, como muitos devem ter pensado, não tem haver apenas com tecnologia, aliás, tem mais haver com as mudanças no ambiente dos negócios, na relações, na forma e na comunicação do que com aparelhos. Também tem haver com os fatores externos, economia, produção, insumos, concorrência, mercados internacionais e uma infinidade de outros fatores. Contudo, há um ingrediente fundamental nessa questão. Diferente das espécies analisadas por Darwin, que se adaptam à mudanças milenares, aonde a seleção se dá ao longo de centenas de anos, no mundo empresarial não há esse tempo, são anos, quando não meses, e não é apenas uma mudança na arcada dentária, ou no tipo de pele ou constituição física, são mudanças profundas em diferentes campos do conhecimento, concomitantes e conflitantes, vindas de uma vez só, em um ambiente inóspito e hostil.

Certa vez ouvi que os emprendedores deveriam levar nome de ruas nesse país, não políticos. Acredito que essa citação tenha a ver com o fato de que economias, bem estar social, desenvolvimento, edução, saúde e tecnologia só existam por existir esse ser maravilhoso, a mais pura manifestação do darwinismo, que é o empresário. Empreender, erguer negócios, atravessar as inconstantes que a vida e a sociedade impõe, driblar ao mesmo tempo o turbilhão de obstáculos que surgem no dia-a-dia da gestão com os obstáculos que surgem na vida pessoal (sim, empresário é humano, tem familia, ri e chora) é um ato heróico e diário.

Fecho esse pensamento com um trecho da música "Outras Frequências" do genial Humberto Gessinguer:

"Mas nós vibramos em outra frequência
Sabemos que não é bem assim
Se fosse fácil achar o caminho das pedras

Tantas pedras no caminho não seria ruim."

Texto originalmente publicado no site da Penso Ideias - http://www.pensoideias.com.br/#!Pedras-no-caminho/c1xch/556476350cf21fee13b6c5a2

Comentários