A verdade de uma marca

O que você vai ler nesse texto: 


- Entender que a essência do negócio é a chave do sucesso.
- Marcas vencedoras não visão o lucro, mas a realização da sua missão.
- Marketing de conteúdo ajuda a propagar o "why" do seu negócio. 


😃 Se esse texto fizer sentido para você, se o que você leu, de alguma forma ajudou na sua forma de ver e pensar o digital, compartilhe com quem você acredita que irá se beneficiar desse pensamento. 




Você sabe que, para fazer os negócios prosperarem, sejam eles físicos, digitais ou autorais, é preciso ter características intrínsecas ao empreendedorismo, como dedicação, preparo e autoliderança, entre outros. Mas, acima de tudo, é preciso saber por que ele existe.

Esse saber, no entanto, deve vir acompanhado de diferenciais práticos, que traduzam essas verdades. Tomemos os clientes Amazon Prime como exemplo: você sabia que apenas 1% deles está disposto a comprar em outras plataformas que não a Amazon? Sua conversão de vendas está em 74%. Mas, afinal, o que é ser Prime na Amazon? É a verdade da marca ancorada em diferenciais práticos, senão vejamos:

- Entrega em 2 dias dentro dos EUA.
- Entrega em no máximo 2 horas em algumas cidades americanas.

Isso é diferencial prático. 2 horas! Em duas horas você não sai do seu escritório, dirige até o shopping, estaciona, vai na loja, escolhe, compra, paga o bilhete do estacionamento e volta para o seu escritório. Ser Prime não é receber o produto em duas horas, é ganhar duas horas inúteis no seu dia, é ter o que você precisa sem ter que passar por todo o estresse do processo convencional de compras. A inovação, o “why” do seu negócio, vem quando você encontra uma solução que facilita a vida das pessoas. Para isso, é preciso entender o problema delas. Essa é a função principal do negócio: entender as pessoas e suas necessidades. Sempre se pergunte: o que vale a pena pagar para as pessoas verem? Se vale a pena pagar, vale a pena ler e consumir. O lançamento de produtos e serviços, digitais ou não, precisa ser capaz de agregar valor de forma ampla e, especialmente, perceptível para os clientes.

Comece seus negócios pela sua missão. 

Peter Drucker argumentava que empresas bem-sucedidas não começavam seus planejamentos pelo retorno financeiro, mas pela realização da sua missão. A missão da empresa é o núcleo que não pode ser modificado. Ali se encontra a sua essência, o DNA da marca, que reflete sua integridade. Esse é o ponto-chave para o estabelecimento de relações duradouras com os clientes. Estabelecer conexōes com os seres humanos só é possível através do desenvolvimento de um DNA autêntico, o núcleo da sua verdadeira diferenciação.

Marketing de conteúdo ajuda na expressão da verdade das marcas.

Hoje, tudo é mais complexo, múltiplo e variado, exigindo um conhecimento ou experiência de consumo que a grande maioria não possui. Nesse cenário, o marketing de conteúdo vem para suprir uma lacuna, pois trabalha através de uma abordagem estratégica, focada em criar e distribuir conteúdo relevante, auxiliando na educação do público, no entendimento do serviço ou produto e auxiliando as equipes de venda no seu trabalho consultivo. A importância do marketing de conteúdo, ou brand content, vem ganhando fatias cada vez maiores na distribuição da verba do marketing e das estratégias de vendas.  Os números já impressionam:

- 65% das organizações produzem conteúdo com equipe interna.
- 16% produzem com misto entre interna e terceirizada.
- Organizações que dedicam mais de 25% da verba para conteúdo são mais bem-sucedidas que outras.
- 44% consideram alto o retorno investido em conteúdo.

Na era pós-digital, as marcas têm de assumir um papel didático. Assim, na disputa pelo consumidor, a promoção e o preço não teriam tanta relevância, pois as marcas seriam mais honestas e verdadeiras nas relações com as pessoas, assumindo sua missão e passando a comunicar seu DNA de forma mais profunda.


Comente sobre o texto, deixe seu recado e vamos fomentar essa provocação. 

Comentários